HOME

ESTUDOS

FORUM

SLIDES

E-BOOKS

FAQ

Portal Nação Sonora Estudos - Os Melhores Estudos Bíblicos e Mensagens!

Menu
Top Downloads
Usuários online
4 visitantes online (2 na seção: Estudos Bíblicos)

Usuários: 1
Visitantes: 3

FCromer, mais...
Estudos mais lidos
Entrar
Contador
User*count is developed by MusS (http://www.foreach.fr/)
967064 Visita967064 Visita967064 Visita967064 Visita967064 Visita967064 Visita
Propaganda
Assinar Feed
 
Propaganda

 

Vídeo da Semana - Pb Valdecir Vera

Pedido de Oração

Igreja : A Serpente de Bronze

 

Enviado por PbValdecir em 1/8/2007 21:11:42 (5094 leituras) Estudos do mesmo autor
Igreja

O que estaremos lendo na seqüência desta mensagem diz respeito ao povo de Israel, quando na sua peregrinação no deserto murmuraram contra Deus e contra Moisés e desta vez se referiram ao Maná - o pão que Deus enviava do céu para dar o sustendo aos israelitas no deserto.

Mensagem : A Serpente de bronze
Objetivo : Ensinar a igreja sobre o caminhar no deserto, sobre a santa ceia, sobre a terra prometida, estimular a cura e os candidatos ao batismo.
Texto Base : Números 21:04-09
Textos de Apoio: João 3:14-15


Introdução:


A Palavra de Deus é implantada em nós quando damos um crédito especial a ela, quando falamos dela, quando oramos se baseando nela, quando pregamos sobre ela, quando em nosso lar explicamos ela aos nossos filhos, quando na igreja prestamos toda a nossa atenção a ela, ela a Palavra de Deus passa a fazer parte de nós, nos sentimos totalmente dependente dela “para onde iremos nós se só tu tens palavras de vida eterna, S. João 6:68”.
Em João 3, nós vemos um homem por nome Nicodemos procurar a Jesus durante a noite para questioná-lo acerca da Salvação, o interesse dele era tanto que, queria saber tudo nos mínimos detalhes. Jesus através do seu amor imensurável trouxe ao conhecimento daquele homem que, da mesma maneira que foi levantada aquela serpente no deserto assim importava que Ele também fosse levantado para que todo aquele que nele crê tenha a vida eterna. Falou Ele a Nicodemos que seria crucificado pelo pecado do seu povo para resgatá-lo.
Este trecho é muito pregado nas igrejas no dia da celebração da Santa Ceia, é notório que devido o seu grande significado realmente é importante destacá-lo tendo em vista que, como disse o Senhor Jesus: fazei isto em memória de mim. Ao celebrar a Santa Ceia em memória do Senhor Jesus Cristo relembramos o verdadeiro significado da sua morte na cruz para nos remir dos pecados.
O que estaremos lendo na seqüência desta mensagem diz respeito ao povo de Israel, quando na sua peregrinação no deserto murmuraram contra Deus e contra Moisés e desta vez se referiram ao Maná - o pão que Deus enviava do céu para dar o sustendo aos israelitas no deserto.
Estaremos destacando aqui, o andar no deserto, a murmuração, o pecado, o castigo, o arrependimento, a misericórdia, a salvação.

a) Impaciência – No versículo quatro do capítulo 21 de Números nos deparamos com a caminhada de um povo, a escritura sagrada relata um fato muito importante que ocorreu durante a trajetória dos israelitas pelo deserto até a terra prometida. Ao partir aquela multidão do monte Hor pelo caminho do mar Vermelho, o povo encontrava-se impaciente, mas a ordem do Senhor á Moisés era que o povo devia marchar. Imaginem como eles estavam, era gente de todos os lados, crianças muitas, animais muitos, materiais que eram carregados em grande quantidade, barulho enorme, cansados, não viam a hora de chegar no destino, sol escaldante, durante a noite frio, poeiras de todos os lados, comida e água só quando Deus mandava; eles se tornaram impacientes, ou seja, sem paciência para tolerar aquela situação, talvez até sem esperança por estarem vendo tantas pessoas morrendo naquela situação.
Nossos dias – Sabemos que somos peregrinos nesta terra, que está determinado o nosso regresso para o Pai após a jornada neste local, que temos a cumprir o período determinado, porém este período é cheio de situações que nos afadigam que nos causam ansiedade por viver melhor, quantas vezes desejamos rapidamente resolver um problema e ele se estende por um grande período, ficamos impaciente ao sentir que fugiu do nosso domínio a situação, que ela não está controlada. É nesta hora que temos que depositar exclusivamente nas mãos de Deus as nossas ansiedades, ser paciente, pois nada adianta a nossa impaciência, em vez de nos causar o bem ela nos impede de desenvolver a nossa vida em Deus.
b) Murmuração – A impaciência no coração daquele povo gerou de certa forma um espírito de murmuração que incontrolados falaram contra Deus e contra Moisés, reclamaram por terem saído do Egito e estarem a beira da morte no deserto, ainda disseram eles que naquele local não havia água e nem pão, e mais, falaram contra o pão que Deus lhes enviava do céu para saciar a fome deles dizendo – a nossa alma detesta este miserável pão.
Notamos que após a impaciência o pecado foi inevitável, no íntimo da sua alma disseram que detestavam o maná que de Deus vinha do céu, o que queriam eles? Será estarem no Egito confortavelmente fazendo os seus pães de farinha de trigo, usando o seu forno a lenha; são as recordações do passado que muitas vezes nos levam a serem impacientes e murmuradores, reparamos quantas vezes a “prosperidade” do ímpio e injusto, e nos comparamos, não entendendo nada procede a murmuração e o afastamento de Deus.
Nossos dias – A nossa vida de fé é cheia de aflições, dificuldades, situações adversas, que procuram trazer o esfriamento espiritual, o importante para não murmurarmos é ter a confiança plena em Deus, confiar acima de tudo em Deus, ainda que as situações indiquem o contrário, o importante é termos paciência e convicção que a nossa vida está por completa nas mãos de Deus, agindo assim, não teremos tempo e nem estaremos abrindo o nosso pensamento para voltar ao passado e tentar nos enganar.
O pão que Deus enviava do céu simbolicamente é o corpo de Cristo que é dado para que nós ao comermos dele na Santa Ceia, nos fortalecemos para continuar a nossa caminhada. Quantos cristãos não sentem mais prazer em participar da Ceia do Senhor, participam ás vezes apenas para mostrar aos demais que está tudo em ordem, do mesmo jeito que entrou na igreja ele sai, vazio. Lembrem de Elias que após maravilhosas operações de Deus na vida dele, teve medo, por estar sendo perseguido por Jezabel, deitou-se debaixo de uma árvore e pediu a morte, porém logo após ser servido pelo anjo do Senhor com aquele pão e água, recebeu força suficiente para caminhar quarenta dias e quarenta noites no deserto. O maná que Deus envia do céu para o nosso alimento nos dá forças suficiente para concluirmos a nossa trajetória no deserto, não devemos temer só marchar.
c) Castigo – no versículo seis nos diz a escritura que foi enviado por parte do Senhor contra o povo serpentes venenosas e ao picar muitos morriam. Que situação desastrosa estavam os israelitas, repentinamente começaram aparecer no arraial serpentes venenosas que os picavam e levava muitos a morte, este foi o resultado do pecado - o castigo, ocorreu uma reação da santidade de Deus provocando este fato, caíram nas mãos do Senhor dos Exércitos e muitos padeceram cruelmente.
Nossos dias – Muitos Cristãos sofrem na sua trajetória ou passam muitos problemas por murmurem, por erros e falhas que cometem, isto é claro nas páginas da bíblia, nem mesmo Davi conseguiu escapar, é a lei da semeadura o que planta colhe. Encontramos neste texto mais um motivo para sermos confiantes nas promessas de Deus, pacientes, esperançosos. É claro que as provas virão, porém elas não virão para nos destruir se estivemos alicerçados na palavra.
d) Arrependimento – no versículo sete o povo confessa o seu pecado e implora o perdão. Pediram a Moisés que orasse por eles ao Senhor, o arrependimento em muitos casos se manifesta após uma correção e foi o que aconteceu nesta passagem, uma pena que muitos tiveram que pagar com sua própria vida.
Eles se arrependeram a tal ponto de voltar e se humilhar também a Moisés, e Moisés vendo o sofrimento do povo que ele conduzia pelo deserto imediatamente orou ao Senhor pelo povo.
Nossos dias – O arrependimento é o caminho para a vitória, ficamos constrangidos de voltarmos para trás e nos humilharmos pelos nossos erros, porém é necessário procurar em nós os erros e abandoná-los. Quando as coisas não estão indo bem para você, veja se não está precisando se arrepender de alguma coisa, de pedir para o seu líder espiritual orar a Deus por você. O egoísmo nos leva ao endurecimento de coração e às vezes por este motivo muitos pagam pelo seu erro com a sua própria vida e expõem os seus familiares a terríveis conseqüências pelo seu pecado.
e) A misericórdia – Deus acata a oração de Moisés e a humilhação do povo. Deus tinha um grande plano para o seu povo Israel, ainda que padecessem no deserto uma grande parte, isto seria necessário para a purificação do povo para entrar na terra prometida. Determinou o Senhor Deus a Moisés que fizesse uma serpente e colocasse sobre uma haste, todo aquele que fosse mordido ao olhar para a serpente seria salvo da morte, a misericórdia do Senhor atuou sobre o seu povo mais uma vez.
Nossos dias – A misericórdia de Deus que se renova de dia em dia sobre a nossa vida providenciou para nós a solução para a conseqüência do pecado, o amor de Deus é infinito, o pecado nos separa de Deus, quando oramos a Deus e de coração nos humilhamos a sua misericórdia se manifesta sobre nós.
f) A salvação – A bíblia relata que aquela serpente foi levantada sobre uma haste e todo aquele que olhava para ela após ser mordido ficava são. Este fato ocorreu em virtude do pecado do povo, com isto, Deus não quis indicar ao povo que aquela imagem fosse idolatrada, mas sim, representava Cristo levantado na cruz para que todo aquele que para Ele olhar e crer tenha salvação.
O plano para a vida do homem é que os homens não se percam, mas que encontre em Cristo a salvação para a sua alma, para esta tarefa ele nos chamou para que indo pelo mundo possamos anunciar as boas novas de salvação, que a morte de Cristo na cruz foi com um belíssimo propósito para nós de sermos herdeiros das dádivas de Deus. O homem natural ao dar crédito a mensagem da cruz se salva das picadas da serpente.

Avaliação: 7.00 (2 votos) - Avalie este estudo -


Outros artigos
1/5/2011 1:22:04 - Piercing e Tatuagem
1/5/2011 1:15:31 - Plano da Salvação
30/4/2011 14:44:38 - As Mulheres da Bíblia
26/12/2010 14:12:55 - Milagres de Jesus

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

 

 

Novo Portal e Propaganda
Visite nosso novo portal Propaganda

 


  Home  |   Estudos Bíblicos  |   Fórum  |   E-Books  |   Slides  |   Contato  |   FAQ  

Powered by NaçãoSonora.com © 2004-2011 The XOOPS Project